Buscar
  • Cadu Lemos

Medo, ansiedade e o estado de Flow

Atualizado: Ago 5

O medo impede que você viva em sua plenitude, impede que você aproveite oportunidades e principalmente, impede seu melhor desempenho, especialmente nas situações mais críticas da sua vida.



Se você souber usar o medo a seu favor, a vida se torna um jogo e as realizações se tornam consequências.

Para conquistar o medo, é preciso antes de mais nada, entende-lo. Nosso modo de sobrevivência, que responde ao perigo sob a forma de lutar ou fugir (ou mesmo ficar paralisado), é acionado no cérebro, quando o medo se apresenta diante de uma situação ameaçadora.

A amídala, região do cérebro que faz parte do sistema límbico e é um importante centro regulador das respostas emocionais e da reatividade a estímulos biologicamente relevantes, interpreta os sons e imagens do perigo e envia imediatamente uma notificação ao hipotálamo, que alguns chamam de ‘liberador de hormônios’, que por sua vez, ativa o seu sistema nervoso simpático e o gatilho da resposta de luta ou fuga.


Seu batimento cardíaco dispara, sua respiração acelera, seus músculos ficam tensos. Seu corpo fica pronto para fazer tudo aquilo que é necessário para deixar você em segurança. E tudo isso, acontece numa fração de segundos.



Sua mente entra em pânico. Você não consegue pensar racionalmente e é impossível ter foco. Você perde a confiança nas suas próprias habilidades e daí a paralisação que ocorre em alguns casos.

Quando você se encontrar numa situação como essa, a primeira coisa a fazer é avisar ao seu sistema nervoso para se acalmar e o grande recado é diminuir o ritmo da sua respiração.

Em geral, quando você está numa situação estressante, você vai respirar de forma rápida e curta, sem perceber. 

Passar a respirar de forma mais tranquila e profunda, ativa seu sistema parasimpático e desliga o modo de sobrevivência. 

Fazer isso resolve a questão naquele momento, porém, o ideal é que você esteja sempre num estado onde o medo seja apenas uma sensação passageira.

E isso é possível quando ativamos o nosso estado de Flow de forma consciente. Quando em Flow, a amídala, sua ‘central de medo e preocupação’, é desativada e o cérebro libera uma mistura de neuroquímicos que nos fazem sentir mais confiantes, mais rápidos e mais fortes - física e mentalmente. 

Como resultado, nosso desempenho e cognição estão em seu ponto máximo sem ser afetados pelo medo e ansiedade.

Aprender a acessar o estado de Flow é a grande chave para lidar com a mudança que estamos vivendo e garantir que o medo e a ansiedade não se tornem mais adiante, depressão e burnout.

0 visualização

cadulemos@gmail.com

+55 11 98605.8650

*WhatsApp

  • White LinkedIn Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White Facebook Icon

©2020 by Cadu Lemos Performance

y o u.png

hackeando a cultura organizacional para um mundo "pós Covid19."